Imprimir

Vinho Verde

Nome Concelho
Fundação Eça de Queiroz Baião
Casa do Campo Celorico de Basto
Quinta da Lixa Felgueiras
Casa de Sezim Guimarães
Quinta de Lourosa Lousada
Quinta de Tuías Marco de Canaveses
Palácio da Brejoeira Monção
Quinta da Aveleda Penafiel

A Região dos vinhos verdes recebe este nome por causa da sua vegetação verde muito densa, quase luxuriante, por causa da humidade, e protegida dos calores do interior por uma cordilheira de que faz parte a Serra do Marão. É aqui que se faz o Vinho Verde, muito distinto, com grande frescura e óptima acidez. O estilo destes vinhos pode variar um pouco dependendo das variações que existem em cada uma das suas nove sub-regiões. O vinho Alvarinho de Monção, por exemplo, é mais seco e encorpado enquanto que os vinhos feitos a partir da casta loureiro no centro da região são mais perfumados e finos. Curiosamente, dentro da região o vinho verde tinto é muito popular. Todos estes vinhos têm um denominador comum que é o de deverem ser consumidos novos, preferivelmente dentro do ano em que vão para o mercado ou no seguinte.

A natureza linda, é composta por colinas e montes rolando uns sobre os outros, com pequenas propriedades de vinha a surgirem em cada volta do caminho, muitas vezes envolvidas em nevoeiros matinais.